“Minha ideia é conseguir pelo menos mil sócios em um ano”; confira entrevista com Adriano Chiozi, presidente do Guarulhense

 

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O Clube Atlético Guarulhense, que estava licenciado há mais de 20 anos, ressurgiu em 2014. Depois disso, o time disputou o Paulistão de futsal em 2015, fazendo boa campanha. E, desde então, conseguiu atrair os olhos da cidade para si, garantindo uma vaga na Liga Paulista, principal torneio do estado, que não tem uma equipe guarulhense desde 2014.

O projeto é novo, sobretudo no município, incluindo até plano de sócio-torcedor, inédito por aqui. Conversamos com o presidente do Atlético, Adriano Chiozi, o Índio, sobre as intenções do clube em 2016. Confira!

Índio assumiu o comando do time após saída de Luiz Fernando Silva / Foto: Lucas Canosa - EG

Índio também foi técnico do time durante parte de 2015 / Foto: Lucas Canosa – Esporte Guarulhos

O projeto ressurgiu em 2014, como veio a ideia de disputar a Liga Paulista?

Somente pelo fato de Guarulhos não ter mais um representante no torneio.

O desempenho no Paulistão, disputado em 2015, foi satisfatório?

Por ser time novo, sim, mas acho que se Teté, treinador,  não tivesse saído da equipe,  poderíamos chegar bem mais longe.

E qual o pretexto do Guarulhense na Liga? Onde o time pretende chegar?

Como somos novos, ficaria muito feliz em passar de fase, primeiramente. E, claro, entrosar a equipe para a disputa da Copa Paulista.

E a escolha do técnico. Por que o Gabriel Amaral?

Acho eu que dessa safra nova de treinadores, ele é um dos melhores. E como ele também vai ser o treinador do sub-20, podemos subir alguns atletas que ele conheça.

E o sócio-torcedor, é algo inédito na cidade, o que o clube pretende alcançar com a medida?

Quanto mais sócios, mais condições iremos dar para o Guarulhense. Minha ideia é conseguir pelo menos mil sócios em um ano, já ajudaria muito o time.

Onde o Guarulhense vai mandar seus jogos?

Sindicato e Thomeuzao, se conseguir licença.