Toninho Oliveira é o novo técnico da equipe sub-18 do Guarulhense

Por Deyvid Xavier

O novo técnico do galo em ação pelo Guarulhos na disputa do Paulistão. Foto: Divulgação

O novo técnico do galo em ação pelo Guarulhos na disputa do Paulistão. Foto: Divulgação

Pensando nas disputas dos torneios da FPFS nesta temporada, o Atlético Guarulhense acertou com mais um treinador para estar à frente de uma categoria do clube. Trata-se de Toninho Oliveira, que já trabalhou como técnico nas duas equipes de futebol da cidade, Guarulhos e Flamengo, revelou o atacante Henrique Dourado, hoje no Fluminense , e que agora passa a ser o responsável pela categoria sub-18 do Galo.

“É uma felicidade muito grande ter o nome lembrado por uma instituição que vem aumentando cada vez mais o respeito, e isso me deixa muito feliz de ter sido escolhido. Daqui para frente é trabalho, trabalhar muito para obter resultados”, disse o novo comandante do Galo de Guarulhos.

Toninho Oliveira obteve trabalhos de destaques no futebol de Guarulhos à frente das duas equipes da cidade, o Flamengo e o Guarulhos, mas o treinador ressalta que não deixou o campo para as quadras, já que sempre manteve contato direto com o futsal.

O jogador Henrique Dourado, atacante do Fluminense, com o "Bigode", como o atleta chama, carinhosamente, o técnico Toninho Oliveira. Foto: Divulgação

O jogador Henrique Dourado, atacante do Fluminense, com o “Bigode”, como o atleta chama, carinhosamente, o técnico Toninho Oliveira. Foto: Divulgação

“Eu sempre tive um trabalho paralelo, nunca deixei o futsal de lado. Talvez os meus trabalhos no futsal tenham tido uma repercussão menor que o futebol, já que tive grandes revelações como Henrique Dourado, Alex Silva, que passou pela Ponte Preta e hoje joga no Noroeste, e o goleiro Rafael Pascoal, atualmente no São Bernardo. O futsal ensina muito para quem trabalha com o futebol”, completou o treinador.

Toninho Oliveira conta que começou jogando futebol na rua e lamenta o fato de ter poucos “campinhos” espalhados pelos país. Chegou ao Macedo em 1978, aos 10 anos de idade, mas não deu sequência na carreira de atleta profissional. O ano de 78 marca a Copa do Mundo disputada na Argentina, onde os donos da casa conquistaram seu primeiro título mundial. À época, o treinador da seleção brasileira era Cláudio Coutinho, no qual Toninho Oliveira conta que foi seu espelho, pois entendia a tática de jogo adotada pelo treinador, que despertou seu interesse em ser técnico de futebol.

Aos 20 anos, Toninho Oliveira ingressou no curso de Educação Física e iniciou sua carreira no comando técnico do Vila das Palmeiras, hoje Associação Desportiva Guarulhos, onde trabalhou com nomes como Almir, que começou com ele, foi campeão de Liga Nacional pelo Atlético Mineiro, jogando com nomes como Falcão, e foi comandado pelo técnico Milton Ziller, que também é guarulhense.

O novo treinador do Galo com o atual técnico da seleção brasileira Tite, à época no Corinthians, após um jogo treino entre Guarulhos e Corinthians, no Parque Ecológico. Foto: Divulgação

O novo treinador do Galo com o atual técnico da seleção brasileira Tite, à época no Corinthians, após um jogo treino entre Guarulhos e Corinthians, no Parque Ecológico do Tietê. Foto: Divulgação

Já nos anos 90, o professor trabalhou nas quadras pelo Vila das Palmeiras, pouco antes da mudança de nome para A.D. Guarulhos, onde Toninho seguiu nas categorias de base do time. Depois, passou pelo Guapira, tanto no futsal quanto no futebol. Mais tarde, chegou ao Flamengo de Guarulhos, passando por todas as categorias, inclusive o profissional. Participou de três edições da Copa São Paulo de Futebol Júnior, duas como técnico e uma como auxiliar técnico de outro grande nome do futebol de Guarulhos, o professor Olavo.

Toninho Oliveira também fala de como recebeu o convite para assumir a categoria sub-18 do galo de Guarulhos nesta temporada. “Todas as vezes que surge algum convite eu sempre paro para analisar. As pessoas envolvidas tiveram uma conversa muito aberta. O Willer, o Deyvid, o Lucas e o Carlinhos são pessoas de confiança, então, valeu a pena aceitar, a confiança nas pessoas que estão ao meu redor é fundamental”, disse.

O presidente Carlos Alberto, o técnico Toninho Oliveira, o professor Cássio e Willer Fernandes na sede do clube após a reunião que selou a contratação do treinador. Foto: Lucas Canosa

O presidente Carlos Alberto, o técnico Toninho Oliveira, o professor Cássio e Willer Fernandes na sede do clube após a reunião que selou a contratação do treinador. Foto: Lucas Canosa

Por fim, o novo técnico do Atlético Guarulhense resume a confiança que tem no clube através do nome do também treinador e dirigente do Galo, Willer Fernandes. “Para vocês terem uma ideia, o Willer jogou comigo, fui técnico dele, isso resume o tamanho da confiança que tenho aqui”, finalizou Toninho Oliveira.