Vôlei do Guarulhense estreia pela Copa Grande São Paulo com vitória no tie-break

Por Deyvid Xavier

O Guarulhense teve trabalho para vencer o primeiro jogo da competição. Foto: Deyvid Xavier

O Guarulhense teve trabalho para vencer o primeiro jogo da competição. Foto: Deyvid Xavier

Provocações, disputas ponto a ponto, viradas, tie-break e muita emoção. Todos os ingredientes que envolvem um grande jogo de vôlei foram vistos no domingo (27) quando o Guarulhense/FIG-UNIMESP/SKY ESPORTES venceu por 3 a 2 o Itapevi, na estreia da Copa Grande São Paulo, em jogo realizado no ginásio Professor Bernardes, na FIG.

O jogo começou muito equilibrado. Mesmo com o time de Guarulhos sendo melhor no saque, a primeira parcial teve a diferença de apenas um ponto de vantagem para o Galo (8×7). A partir daí, o Guarulhense mostrou toda a evolução esperada e, com muito volume de jogo, abriu vantagem de 6 pontos na segunda parcial (16×10). A vantagem ainda era do time da casa com 21×16, mas a desconcentração tomou conta no final do primeiro set e o Itapevi, aproveitando os erros do Guarulhense, encostou no placar com 23×22, obrigando o técnico Bira a pedir tempo. O pedido deu resultado e, com erro de saque do adversário e um bloqueio simples de Gibson, a equipe guarulhense venceu o primeiro set por 25×22.

Assim como no início do jogo, o segundo set também começou de forma equilibrada. Na primeira parcial prevalecia o empate em 8×8. Já na segunda parcial, com mais deficiências na recepção e vendo o time adversário melhor no mesmo fundamento e na defesa, o Guarulhense tinha desvantagem de 1 ponto (15×16). Os erros persistiam e isto levou o Galo a perder o segundo set por 20×25.

Um dos pedidos de tempo em que o técnico Bira tentou ajudar a equipe. Foto: Deyvid Xavier

Um dos pedidos de tempo em que o técnico Bira tentou ajudar a equipe. Foto: Deyvid Xavier

O terceiro set não começou bem para o Guarulhense. Após um ace do Itapevi e um erro de recepção do Galo, o placar marcava 9×6 para os visitantes. Forçando o saque e explorando os bloqueios duplos, o Itapevi chegou a ficar 5 pontos na frente (14×9). Mas o Guarulhense voltou para o jogo com os ataques de Guilherme e os bloqueios simples de Rafão, passando a frente com 17×16. Para ressaltar o crescimento da equipe no set, o Itapevi se viu obrigado a pedir tempo após o bloqueio duplo de Rafão e do levantador Anderson, com 20×19. Disputado ponto a ponto, o set esteve empatado em 24×24 e, após Chibano ficar no bloqueio duplo e Guilherme, no triplo do adversário, o Itapevi venceu por 26×24, virando a partida em 2×1.

O Guarulhense não podia mais errar e nem perder o quarto set, que decretaria a derrota logo na estreia. Mas o começo ainda foi preocupante, pois o técnico Bira teve que pedir tempo logo no início de jogo vendo o time não mostrar poder de reação e a vantagem do Itapevi ficar em 5 pontos (11×6). O time começou a mostrar novamente o volume de jogo do primeiro set. Anderson, Rafão, Chibano, Gibson e Daniel foram peças importantes para o início da reação do Galo, que empatou o jogo em 21×21 com bloqueio de Daniel, após pedido de tempo do Itapevi. Minando o adversário, o Guarulhense conseguiu passar a frente e venceu o set com Rafael explorando o duplo, fechando em 25×23.

Então veio o tie-break e a tensão tomava conta dos jogadores, comissões técnicas e dos torcedores que acompanhavam a disputa intensa do jogo. O equilíbrio prevaleceu até o 7×7, quando Chibano, Daniel, Anderson e Rafão seguraram o Itapevi com 7 pontos e abriram vantagem de 5. Com isto, o Galo de Guarulhos foi mantendo a vantagem e, após um toque na rede dos adversários, fechou o set decisivo em 15×9.

O atleta do Guarulhense Chibano foi eleito o melhor jogador da partida, recebendo um troféu e um certificado da organização da competição. Foto: Deyvid Xavier

O atleta do Guarulhense Chibano foi eleito o melhor jogador da partida, recebendo um troféu e um certificado da organização da competição. Foto: Deyvid Xavier